QUALIDADE

SIGQ-RS - Sistemas de Garantia da Qualidade e Responsabilidade Social

 

Compromissos de gestão de topo

Foi definido como âmbito do Sistema de Gestão da Qualidade e do Sistema de Gestão da Responsabilidade Social o seguinte: "Formação, Investigação e desenvolvimento científico e tecnológico, Serviços à comunidade e Serviços sociais, em todas as unidades orgânicas do Politécnico".

Presidente assume o compromisso de desenvolver e implementar um Sistema Integrado de Gestão focado na satisfação das partes interessadas. É sua missão assegurar a melhoria contínua da eficácia do Sistema. O Vice-Presidente do Politécnico é o Representante da Gestão nomeado pela gestão de topo.

A promulgação do Icon Manual do Sistema Integrado de Gestão (1,7 MB) representa o compromisso escrito do Presidente de que as Políticas são planeadas, executadas e avaliadas de forma a garantir a sua contínua aplicabilidade e adequabilidade face aos nossos clientes e à evolução das necessidades do ensino.

Formulação estratégica

O Sistema Integrado de Gestão adotado pelo Politécnico resulta da integração de diversos componentes, onde se pretende que "o todo seja superior à soma das partes". Não importa deter cada um dos instrumentos de controlo mas sim o resultado da interação entre eles.

formulação estratégica definida para o Politécnico, ou seja o seu enquadramento estratégico, assenta em quatro pilares essenciais: o Balanced Scorecard, o Sistema de Gestão da Qualidade, o Sistema de Gestão da Responsabilidade Social e os sistemas de avaliação de desempenho do pessoal não docente (SIADAP) e do pessoal docente (SIADDOC). Como suporte à concretização de todas estas áreas existem quatro fatores decisivos: equipas de trabalho, sistemas de informação, automatização e comunicação.

Recorrendo à utilização do Balanced Scorecard ligamos a avaliação estratégica à componente operacional, utilizando o desdobramento das seguintes componentes: missão, valores, análise SWOT, visão, grandes objetivos, objetivos específicos, indicadores, alvos/metas, iniciativas e políticas.

Política da Qualidade e da Responsabilidade Social

O Politécnico de Portalegre, através dos seus órgãos dirigentes e da sua comunidade académica, compromete-se com o desenvolvimento de uma política de cumprimento dos requisitos legais, regulamentares e outros que o Instituto subscreva, com o envolvimento das partes interessadas, nas suas diferentes atividades e no seu sistema de gestão, com a implementação de um processo dinâmico de melhoria contínua no desenvolvimento dos seus processos e atividades, e com total respeito pelos princípios de responsabilidade social, definindo os objetivos de qualidade e responsabilidades social em resposta aos aspetos de responsabilidade significativos identificados, visando a satisfação das suas partes interessadas significativas.

Esta política enquadra e sustenta o Projeto Educativo, Científico, Cultural e Desportivo do IPP, bem como o seu plano estratégico de desenvolvimento plurianual.

A política da qualidade e responsabilidade social assenta em quatro objetivos.

Estes objetivos estratégicos concretizam-se em 12 eixos para os quais foram definidos metas e indicadores que são monitorizados no software Cognos.

A relação de cada um dos eixos com os quatro objetivos pode ser percebida no mapa estratégico do IPP.

Os objetivos e eixos estão descritos no plano estratégico de desenvolvimento do Politécnico - Plano Estratégico de Desenvolvimento do IPP (2018/2021), onde constam as várias ações, indicadores e metas anuais.

 

Ver Politica da Responsabilidade Social no enquadramento do Sistema de Gestão de Responsabilidade Social

 

Estrutura do Sistema Integrado de Gestão

A definição do Sistema de Gestão da Qualidade e da Responsabilidade Social seguiu a abordagem por processos. Na perspetiva processos internos foi efetuada a sua descrição tendo por base uma matriz de processo, com o propósito de detalhar as atividades principais que transformam entradas (inputs) em saídas (outputs) e propiciar um melhor entendimento da sua realização.

A abordagem por processos consiste na organização do trabalho por áreas funcionais, congregando todos os trabalhadores, docentes e não docentes, que, em diferentes UO, desempenham as mesmas funções, constituindo grupos de melhoria contínua. 

Os Grupos de Melhoria Contínua, criados ao longo da implementação do SIG são um elemento chave na busca das Melhores Práticas "a arte de bem-fazer", que nos permita maximizar todos os nossos recursos. Os Grupos de Melhoria Contínua constituídos abrangem todas as áreas funcionais do Instituto.

Para constituição do GMC é convidado um elemento de cada uma destas áreas para integrar um grupo de primeira linha, reunindo os representantes das diversas áreas que, pela sua natureza, melhor se poderão articular para, em conjunto, dar resposta aos objetivos definidos nos referenciais da A3ES.

Com esta filosofia de constituição e gestão é assegurada a participação de todas as UO e áreas funcionais.

Os grupos reúnem periodicamente, têm a responsabilidade da gestão do processo, respondem pelo cumprimento da matriz, analisam os relatórios do Balanced Scorecard, com os indicadores que lhe dizem respeito, e propõem aos órgãos de gestão soluções para melhorarem os seus serviços.

Estes grupos de trabalho são o garante da melhoria permanente, de forma equilibrada, em todas as Unidades Orgânicas do Instituto, gerando ganhos de eficiência bastantes significativos.

Processos

ENSINO E FORMAÇÃO

INVESTIGAÇÃO, INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO

INTERNACIONALIZAÇÃO

GESTÃO DE RECURSOS

COMUNICAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

A Gestão do Sistema é assegurada por duas estruturas: o Conselho Estratégico para a Avaliação e Qualidade (CEAQ) e o Gabinete de Avaliação e Qualidade (GAQ).

O CEAQ é constituído pelo Presidente e Vice Presidente do Politécnico, pelos Diretores das Escolas, pelos Administradores do IPP e Serviços de Ação Social e por um elemento da coordenação do GAQ. Integra ainda um consultor interno, um consultor externo e um estudante.

Compete genericamente ao Conselho Estratégico para a Avaliação e Qualidade: colaborar com a Presidência na definição da Política de Qualidade e Responsabilidade Social do Politécnico; articular a Política de Qualidade e Responsabilidade Social com os órgãos e estruturas do Politécnico, Escolas, Unidades de Investigação e Unidades Funcionais; identificar os fatores externos que influenciam o Politécnico; identificar as necessidades e expectativas das partes interessadas do Politécnico; aprovar organização do SIG e respetivas revisões; designar os membros e gestores de processo dos grupos de melhoria continua; aprovar o Programa anual de auditorias; coordenar os trabalhos de Revisão pela Gestão; designar a equipa de Gestão do Risco e definir linhas de ação.

O Gabinete de Avaliação e Qualidade é um serviço do Politécnico, previsto nos seus estatutos.

 

Revisão (Análise Crítica) do Sistema de Gestão

Anualmente, durante os meses de dezembro e janeiro, o CEAQ efetua a análise crítica ao Sistema Integrado de Gestão, remetendo o relatório preliminar à gestão de topo que é posteriormente apresentado numa sessão alargada do Conselho Académico do IPP, com dirigentes e representantes de órgãos e estruturas, pessoal não docente e estudantes. Nesta reunião, é feita uma reflexão de onde resultam conclusões as quais são depois consideradas no documento final da revisão pela gestão.

Este relatório é o resultado dos contributos dos Grupos de Melhoria Contínua, sendo depois completado, harmonizado e discutido no CEAQ.

As decisões, para além de documentadas em ata, serão contributos para a elaboração dos documentos previsionais do ano seguinte. 

 


Voltar a: Qualidade